Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As ironias da Carolina

As ironias da Carolina

A pílula engorda??

 

 
         A maioria das mulheres utiliza algum tipo de contraceptivo oral (CO), também conhecido por “pílula”. O que quero abordar refere-se a um mito muito comum – A PÍLULA ENGORDA??

       Visto que nós mulheres temos maior... resistência a tudo o que possa mexer no nosso peso, é tempo que desmistificar! Pretendo também dar-vos informação retirada de estudos e evidência científica para que tenham consciência do que fazem/dizem.. Isto porque o mito se realmente a pílula engorda existe e ainda é muito actual, exactamente porque as pessoas não se informam! Não é muito diferente de que simplesmente afirmar “hidratos de noite engorda”.

       

       Para começar, existem diferentes tipos de pilulas. O COC (contraceptivo oral combinado) é o tipo de pílula mais comum. Chama-se “combinado” porque tem dois tipos de hormonais - o estrogénio e a progesterona. Existem imensas marcas no mercado, variando na sua composição e DOSAGEM. Não vou referir-me aos efeitos secundários porque todas nós sabemos ler bulas.

        Quero então chamar a atenção àquele pontinho que diz “alteração do peso” ou aquela frase muito usada – “a pílula faz-me retenção de líquidos”. Começo por explicar-vos umas coisas de forma muito simples para perceberem o que realmente acontece no nosso corpo quando tomam a pílula – só assim é possivel DESMISTIFICAR e, no final, deixo-vos uma pergunta-brinde Resultado de imagem para emoji png

 

  • Naturalmente, o nosso cérebro produz uma quantidade destas hormonas, autoregulando-se, fazendo com que durante o ciclo menstrual haja diferentes concentrações hormonais de estrogénio e progesterona. A pílula tem como objectivo manter os níveis destas hormonas em níveis constantes, inibindo que haja secreção hipofisária de LH e FSH (produção e secreção de hormonas importantes, entre outras funções). Desta forma, a ovulação é inibida.

 

  • Relativamente à retenção de água, está relacionada com o estrogénio e com a sua acção no nosso corpo, que pode estar associado ao aumento de gordura subcutânea. Mas nós já TEMOS NATURALMENTE ESTROGÉNIO NO NOSSO CORPO! A pílula NÃO está a acrescentar até porque, como disse anteriormente, assim que tomas a pílula, o teu corpo "funciona" com níveis estáveis de estrogénio, portanto não há flutuações.

 

  •  “Weight gain can occur as a result of increases in a combination of factors, including fat deposition, fluid retention or muscle mass.” –  ou seja, este aumento de peso que se pode verificar com a pílula não é nada mais que uma “combinação de factores” que não diferem em NADA do que já estamos habituadas a ouvir no mundo do fitness.

 

  • Dos milhares de estudos que existem, é afirmado ser difícil identificar haver algum tipo de relação porque, para além das alterações de peso que ocorrem normalmente na adolescência e início da idade adulta, está PROVADO que NATURALMENTE, mulheres tendem a ganhar peso “over time” (naturalmente = quando não passamos a vida a controlar tudo relativamente à nossa imagem corporal).

 

  • Há um documento da Direcção-Geral da Saúde em que é dito explicitamente: “Alteração do peso ± pode verificar-se aumento de peso, geralmente associado ao aumento do apetite. É útil a sugestão de uma alimentação correcta e de exercίcio fίsico.” – Logo, já nos dá aqui uma dica importante de “pessoal.. não culpem a pílula pelas vossas atitudes”.

        Para além disso, muitas das mulheres que afirmam que ganharam inicialmente peso com a pílula, pouco depois deixaram de a tomar. Vou retomar o exemplo do “balde de água” que dei no meu post anterior... Sendo a pílula um “balde de água”, se acrescentarem o tal balde de água na vossa piscina e não derem tempo suficiente para que a “agitação” acalme (ou seja, o vosso corpo adaptar-se), então não podem realmente afirmar factos de que a "pilula engordou", porque apenas viram a tempestade no seu pico, o que não significa que é real! Como em tudo, tem que haver CONSISTÊNCIA e, em especial, ter paciência com qualquer tipo de resultados!

        Nós (e eu também), que por si só já temos certos (muitos) cuidados com a alimentação e praticamos algum tipo de desporto, a pílula, por si só, não aumenta o peso nem faz com que fiquemos com “retenção” de líquidos. NÃO VÃO ocorrer grandes diferenças que (caso ocorram) não sejam temporárias devido à adaptação do nosso corpo.

         Quanto a aumentar o apetite.. Não vamos culpar a pílula por todas as nossas deturpações/medos alimentares não é? E isto gira sempre em redor de como abordamos a alimentação. Se utilizas a culpa como forma de escape (mesmo que haja o tal ciclo e distúrbio “compensatório” alimentar que já abordei anteriormente), então certamente que alterações no peso não são por causa da pílula. – “andava com mais desejos por causa da pílula” ou “andei numa fase em que só me apetecia comer bolos e chocolates” – Não... não é por causa da pílula. Para isso culpamos o período! E visto que é algo que temos que lidar todos os meses... Não o podemos culpar por alterações permanentes – reforço a palavra permamentes porque há sempre um período de adaptação SEJA AO QUE FOR.

      Portanto, a não ser que seja uma dosagem que não seja de todo adequada a vocês, não vão ocorrer grandes mudanças no vosso corpo, uma vez que vai haver uma maior atenção e controlo alimentar (que ainda por cima todas sabemos que o temos), então a culpa de “engordarem” não é da pílula.

 

   

Quem é que ainda vai dizer que “a pílula engorda”?

Quem é que agora vai torcer-os-olhos quando ouvir esta frase? Vocês!!

E sabem o que vão responder? – “Precisas de ir ler o post da Carol” Resultado de imagem para emoji png

 

 

 

Algumas citações que retirei de diversos estudos sobre a relação de COC com o ganho de peso

  • “ (...) a causal relationship between combination contraceptives and weight gain has not been established. Several mechanisms by which combination contraceptives could lead to weight gain have been hypothesized. In general, weight gain is due to an increase in one or more factors of fluid retention, muscle mass, and fat deposition”
  • “Estrogen has been associated with increased subcutaneous fat, especially in the breasts, hips, and thighs (Nelson 2007).” “(...) although it is unlikely that oral contraceptives would cause such weight gain”
  • “The possible causal association between combination contraceptives and weight gain is difficult to study for several reasons. During adolescence, some weight gain is developmentally normal and appropriate. Also, women tend to gain weight over time (Flegal 2000)”

 

 

HOLT VL; CUSHING-HAUGEN KL; DALING J. - Body weight and Risk of Oral Contraceptive Failure. The American Collage of Obstetricians and Gynecologists. Vol. 99. nº5, part I. Maio de 2002

GALLO MF et al. - Combinantion contraceptives effects on weight (review). Cochrane Database os Systematic Review. Issue 1; Art nº CD003987. 2014

MILSON I et al. -  Effects on cycle control and bodyweight of the combined contraceptive ring, NuvaRing, versus an oral contraceptive containing 30ug ethinyl estradiol and 3mg drospirenone. Human Reproduction Vol 21, nº9, pp. 2304-2311. 2006

LINDH I; ELLSTROM AA; MILSON I. - The long-term influence of combinated oral contraceptives on body weight. Human Reproduction, Vol 26, nº7, pp 1917-1947. 2011

LOPEZ LM et al. - Progestin-only contraceptives: effects on weight. Cochrane Database Systematic Review. 2013

 

 

2 comentários

Comentar post